20.5.16

Bora problematizar / desabafar: Minhas purpurinas shoujos

Yoo minhas raposas sensuais! Tudo melzinho na chupeta!? Comigo estava tudo de boas, até o meu professor de estatística dar a louca e inventar de nos tacar a fazer uma pesquisa estatística, ou seja, eu terei que sair por aí para conseguir uma população, depois amostra e por fim, calcular uma caralhada de coisas para valer apenas fucking 10 pontinhos.... ALGUÉM ME SEGURA ANTES QUE ESSE HOMI CONHEÇA O QUE É TÁ MERGULHADO NO FORMOL! Enfim, fora esse meu momento de revolta, minhas novidades se resumem a uma luz divina que veio para me salvar: Eu descobri a solução para todos os meus problemas envolvendo o apocalipse de águas-vivas imortais: TARTARUGAS! Esses dias eu estava vendo um documentário, e descobri que essas criaturinhas ALMOÇAM ÁGUAS-VIVAS! Mesmo que eu não faça a mínima ideia da lógica nutricional em se comer águas-vivas (uma vez, que ela são 98% água, ou seja, a tartaruga tá praticamente tomando água), esses bichos merecem o meu eterno respeito <3 Então, a partir de agora eu já sei o que levar para a praia: BORA ADOTAR UMA TARTARUGA O/ Enfim, mas focando no post, hoje eu resolvi ter umas conversar mais "filosóficas", já que estamos nessa onda de problematizar e mostrar o lado obscuro das coisa, eu resolvi me fincar no meio dessas tretas e falar dos meus shoujos: Bora problematizar o/

Explicando algumas coisas
Enfim, antes que brote alguém dando uma de Ayato na tpm, eu vou explicar e contextualizar algumas coisas: Primeiro, como estamos nessa onda de expor alguns problemas graves que são postos de forma sútil nas coisas (ou que eles largam na cara dura mesmo), eu resolvi separar alguns shoujos e joseis, para fazer um certo "desabafo". Afinal, eu posso não manjar de muita coisa, porém (modéstia parte) de purpurina shoujo eu entendo perfeitamente bem. Sendo assim, eu resolvi filosofar sobre esses meus mimimis colegiais que eu tanto amo.

Segundo: Eu vejo que no momento em que alguém menciona a palavra "problematização" vem uma caralhada de gente xingando até o ar que respira. Senhor, segura esse exorcismo, e vamos com calma: Problematizar é diferente de proibir. As pessoas que falam sobre isso, não querem impedir ninguém de ver o seu anime favorito, ou de ler o mangá que gosta. A galera surta tanto, que até parece que estão querendo proibi-los de verem animes, ou que estão taxando o fulaninho, que curte determinada história, de pedófilo / machista / uke masoquista / o-que-for. Mas, não é assim! O pessoal só quer mostrar alguns problemas e contextualizações graves que muitas vezes passam despercebidas, e lá para frente podem acabar se tornando coisas "normais" para a pessoa.

Em nenhum momento alguém falou ex: "Você não pode ver Super lovers". Se a pessoa curte ver o macho mais velho pegando o macho mais novo, okss pode continuar curtindo tranquilamente, porém não há problema algum em refletir sobre isso. Só porque o anime é seu favorito, isso não significa que a pessoa deve fechar os olhos para os problemas do mesmo. Cara, eu tenho um monte de mangás shoujos que eu adoro ler, no qual eu sei de todos os problemas que eles possuem (e olha que não são poucos. Quem dera eu recebesse 1 real para cada problema). Enfim, e é sobre esses probleminhas que eu irei falar. É como se fosse um "guia" de mangás que não merecem sua leitura (pelo menos não de imediato)
Problematizando / Desabafando Shoujos
Bem, por mais que eu ame essas purpurinas cheias de "o nosso amor vence barreiras", eu tenho que admitir que essas minhas brisas colegiais possuem os seus problemas. Acredito que muitos vão dizer que o problema dos shoujos é o ambiente colegial, o "príncipe encantado", a protagonista tímida e boazinha, as falsiane metendo treta, altos choros, draminha colegial e coisas do tipo... Okks, temos tudo isso em determinadas obras, porém esse não é exatamente o nosso problema. Na verdade, todas essas mutretas não passam de clichês do gênero, assim como os shounens com o "poder da amizade gay": No qual, no último instante, brotará uma força maior provinda da amizade colorida, para converter o cara malvado ou para mandá-lo até as chamas do inferno.

O verdadeiro problema de algumas obras shoujos, está focado em relações abusivas, ou numa enorme valorização do rapaz, enquanto que a garota da história apenas serve como suporte para dar mais moral ao seu macho.

Eu acredito que todos saibam desses problemas de abusos nos shoujos, certo? Talvez esse tipo de discussão fosse mais frequente antigamente. Pois agora, quando se fala em abuso, normalmente o primeiro gênero que vem a cabeça de muitos é o yaoi (uma vez que tanto o gênero quanto discussões sobre o mesmo estão em alta). Aliás, pelo que eu andei lendo nesse mundão da internet, essas paradas de abuso começaram tudo com os shoujos e foram incorporadas com o tempo no gênero yaoi. Bem, mas focando nos shoujos: É muito comum vermos histórias abordando romances do tipo amor X ódio, e nesse contexto, colocarem repetidos abusos para demonstrarem como o rapaz era trevosinho antes de se apaixonar pela protagonista. Assim, eles tentam (só tentam mesmo) mostrar como o amor puro da heroína conseguiu transformar o macho gótcio trevosinho em alguém completamente apaixonado, """sensível""", devotado a sua amada, que se preocupa imensamente, [insira uma caralhada de bajulações aqui]...E até salva ela de abusos!...Oi?


Enfim, dar uma força para a pessoa superar seus problemas é uma coisa, PAGAR UMA DE MASOQUISTA É OUTRA! "Ain, mas Hina-chan ele fez isso porque tem os seus traumas / dá um desconto néh, ele teve um passado triste"... Agora ter um passado triste é motivo para sair surtando!? Todo mundo tem seus altos e baixos na vida, e o povo segue em frente superando todos eles. O mais engraçado é quando a protagonista é quem tem o tal "passado triste": Se ela resolve dar um surtinho, todo mundo acaba  caindo em cima. "Ah, porque ela é uma sonsa" / "porque ela não percebe que o rapaz a ama" / "porque ela deixa a falsiane falar isso" / "porque o macho não merecia escutar isso" [acrescentem mais uma lista de xingamentos e revolta]. Passado triste não justifica em nada o personagem passar dos limites com o outro. 

"Ain Hina-chan você está exagerando, os mangás nem são assim"...Bora puxar a listinha negra:
Listinha Negra
Honey X Honey E vamos começar já derrubando forninhos, pois esse mangá é um dos que eu considero sendo mais problemáticos. Enfim, aqui nós temos a velha história da garota pobre e do macho pegador rico. Yuzuru (nossa protagonista) é """convidada""" pelo boy magia, chamado Kai, a ser a sua Honey, uma espécie de ajudante, no qual em troca de auxiliar seu mestre / parceiro, ela receberá uma bolsa de estudos / retorno financeiro, podendo estudar ao lado de seu parceiro nas turmas de elite de sua escola. Bem, eu como boa amante de shoujos, não tenho do que reclamar dessa premissa. Mesmo que ela contenha a sua dose de clichê, no final das contas shoujo é tudo um grande clichêsão mesmo (então, sem complicações até aqui).

Porém, o problema está em nosso macho alfa: Ele simplesmente faz o que quer com a Yuzuru: Abusa e se aproveita da mesma a todo o momento... "Ain, mas Hina-chan, ela tá gostando. Ele faz isso porque gosta dela"...Okss, então vamos por partes: 1) Depois de verem essa cena (www), (www), (www), (www), (www) me digam se a Yuzuru REALMENTE curtiu o que ele fez. Na boa, se nessa cena não há um abuso EXPLÍCITO, então está na hora de consultar um oftalmologista e rever os conceitos sobre masoquismo. 2) "Ele faz isso porque ama ela"...Oi? Isso não é amor, isso é obsessão, possessão. Quem realmente ama dá o devido espaço para a pessoa, não fica perseguindo e muito menos forçando as coisas. Quantos casos não aparecem nos jornais de mulheres que foram abusadas por homens que estavam dando em cima delas!? Ou por ex-companheiros que não aceitaram a separação, e perseguiam as mesmas!? Ou pior, quantas não morreram por ciúmes e obsessão!

Eu sei que é ficção, mas infelizmente em certos pontos a ficção acaba pegando elementos da realidade ou vice e versa. Quem aqui nunca escutou "A arte imita a vida / A vida imita a arte", hem!? Afinal, até décadas atrás, várias coisas do nosso cotidiano eram apenas ficções, todos os problemas envolvendo tecnologia, crimes de internet, eram coisas fantasiosas. Porém, hoje infelizmente foram incorporadas em nossos "costumes". Quem aqui nunca ouviu a historinha do casal que se separou, e para se vingar, o rapaz largou na internet fotos íntimas da ex-namorada!? 

Aliás, a autora desse mangá possui um histórico de obras que seguem o mesmo padrão. Ela só começou mudar de rumo a partir de Kyo Koi Wo Hajimemasu, no qual ao invés de acrescentar abusos, ela se tocou que ter pegação no mangá é diferente de ter abusos, e passou a fazer romances "sensuais" ao invés de abusivos. Mesmo que Kyo Koi ainda tenha um que outro deslize foi uma mudança de abordagem incrível para a mangaká.
__________________________________________________________



Shinjo Mayu Aqui na verdade não é um mangá, mas sim, a mangaká. Cara, uns 90% das obras dessa autora contém: Abusos + Protagonista feminina bobinha + Pagação de pau para o rapaz + Desculpas esfarrapadas para tacar mais abusos. Em quase todas as suas obras, temos um rapaz com toda a sua glória, e uma garota que serve ou para ser abusada ou para tentar empurrar o velho "meu amor mudou ele". Eu já vi muita gente elogiando Love Celeb, um mangá que se passa no mundo do entretenimento, porém eu não sei onde está toda a grandiosidade da história. Primeiro: A garota é abusada por todo mundo, por pessoas desconhecidas, pelo protagonista, e até pelos empresários. Segundo: Por mais que a protagonista feminina tenha o seu crescimento e consiga alcançar seus objetivos, ainda assim, a mangaká poderia ter cortado umas cenas completamente desnecessárias de pegação (vulgo abusos) e abordar melhor todo esse mundo do entretenimento, no qual não é pouca coisa (poderia ter feito algo meio Skip Beat): Explicar como funcionam as empresas, contratação, a questão dos idols, como eles se preparam, sabem!? Mas, não! O que importa é ver o rapaz abusando da garota no meio da gravação de uma novela/drama.

Enfim, das obras que eu li dessa mangaká, foram bem poucas as que não tiveram abusos, como Goshimei Desu: Um mangá curtinho e bem engraçadinho, sobre um rapaz que trabalha como anfitrião (para pagar dívidas da família) e esconde isso de sua namorada, pois não quer vê-la preocupada. Entretanto, para sua alegria (ou não), sua namorada vai o visitar ao mesmo tempo em que ele descobre ter uma suposta filha! Enfim, um romance bem fofinho, com um cara meio atrapalhado e várias confusões bobinhas.

Outra coisa a respeito da mangaká, é que eu fiquei sabendo que agora ela estaria desenhando mangás yaois!? Não tenho certeza se ela continua nesse ramo, porém eu já vi por aí alguns mangás dela do gênero BL. Enfim, resumindo a treta: Ela meio que trocou a garotinha abusada pelo "uke estuprável". ENTRETANTO, nem tudo está perdido, pois vasculhando bem as coisas, se encontram mangás normais, ou seja, sem abusos, principalmente em obras mais recentes e aquelas do seu começo de carreira.
__________________________________________________________

Ookami shoujo to kuro ouji Olha quem apareceu aqui!? Sim, o shoujo cheio de purpurina que ganhou faminha uns tempinhos atrás, no qual milagrosamente conseguiu ME IRRITAR e me fazer mandar essas purpurinas para PQP! Sim, aqueles que me conhecem sabem quão apaixonada e surtada eu sou por essas purpurinações shoujo. Entretanto, Ookami se superou tanto, que nem sebastian sedução na causa ajudaria. Enfim, esse mangá tem uma proposta inicial bacana: Protagonistas com imperfeições, ou seja, sem aquela historinha de "príncipe encantado" que salva a "mocinha pura e bacana". Entretanto, no momento de desenvolver essa premissa a mangaká cometeu sérios deslizes. Ao invés de colocar defeitos plausíveis nos personagens, ela simplesmente empurrou um monte de draminha forçado. O rapaz fazia e dizia o que bem queria da heroína, pois o mesmo tinha um passado "triste", portanto isso era tudo resultado de sérios traumas. Sendo assim, enquanto todo mundo pagava pau para o garoto, e justificava todos os seus atos errados com o seu "trauma", a protagonista servia de brinquedinho para ele.

Enfim, no começo esse mangá conseguiu me irritar profundamente, tanto que acabei largando o mesmo. Porém, dos meles o menor, ou seja, pelo menos nesse aqui não rola abusos. Não que isso invalide o que o rapaz fez a Erika (protagonista feminina), mas a coisa não chega a ser tão caótica quanto os outros mangás que citei anteriormente. Além disso, para aqueles que curtem seguir em frente e sempre, a personalidade tanto da garota e principalmente do rapaz melhoram e bastante com o decorrer da obra. Porém, não é uma leitura que eu recomendaria (pelo menos se você tiver outras coisas para fazer...E principalmente se você não tiver paciência para esperar melhoras).
__________________________________________________________


Inu X Boku SS Eita que agora os forninhos de muita gente cariam. Enfim, para você que não sabe, esse anime / mangá é um dos meus xodós supremos, eu vivo surtando com essa galerinha da zuêra. Porém, eis que ele brota na listinha negra, então vamos por partes: Essa história, ao contrário das outras, é uma que faço questão de recomendar, pois tem um elenco muito da cabeça pirada e um romance extremamente queridinho....No entanto, eu não sou cega (posso parecer, mas de vez em quando meu cérebro trabalha) e por mais que eu ame esse mangá, láaaa no fundinho nós temos uma pitadinha de treta. Afinal, a primeira vista o romance entre o Miketsukami, um homem de seus 25 anos e a Ririchiyo, uma garota de 15 anos, pode parecer meio estranho, certo!? Ainda mais com todo o mistério por trás do passado e da personalidade do Miketsukami, no final das contas sempre há um clima de incerteza. E por mais kawaii-desu [insira um arco-íris aqui] que o macho alfa seja, é possível notar a quilômetros de distância que ele é um homem bem experiente (se é que me entendem). Além disso, convenhamos que a Ririchiyo tem todo um perfil mais "moe / infantil", por mais que psicologicamente ela seja madura, a mesma apresenta em certos momentos um character desing, meio infantil para idade...O que poderia sugerir algumas insinuações. 

Mas, felizmente nenhum abuso ocorre, nem mesmo comportamento possessivo por parte do Miketsukami, ele pode ter aquelas pirações de servir e cuidar a todo o momento da Ririchiyo (pode ter uma que outra fotinho guardada num quartinho escuro :v), mas isso se deve a extrema carência dele e por fatores, que se forem revelados, serão spoiler dos últimos episódios.
__________________________________________________________


Taiyou No Ie Eita que agora a cabeça de muita gente (que conhece esse mangá) deve ter dado altos bugs. Enfim, quem acabou me dando um "clique" sobre esse mangá, foi a nossa queridinha Shana, pois como eu estava concentrada apenas nas purpurinações dessa história, nem parei para pensar a respeito de certas coisas. Entretanto, quando a Shana deu uma filosofada sobre esse mangá (nuns comentários por aqui), eu parei para refletir e vi que tudo fazia sentido. 

Enfim, a treta aqui é semelhante a de Inu X Boku SS, pois nós temos um jovem adulto, no qual é amigo de infância da nossa heroína, e sempre viu a mesma como uma irmãzinha a ser cuidada. Porém, quando a garota chega nos seus 15/16 anos, um romance começa a surgir entre eles, enquanto os mesmos estão morando juntos (por tretas longas demais para serem explicadas nesse momento). Então, vejam o probleminha que nós temos: Homem adulto + amiga de infância / "irmãzinha" menor de idade + morando juntos sozinhos + Romance!?... Convenhamos que fica algo meio estranho, certo!? Além disso, dentre todos os personagem, a protagonista é quem acaba sendo mais infantilizada, não apenas nos traços, mas no comportamento também. Okss, podemos atribuir isso aos problemas familiares que a mesma teve e toda a questão de ter sido abandonada pelo seu pai, gerando uma carência / fragilidade. Porém, isso (ao meu ver, pelo menos) só piora as coisas ainda mais, pois se há uma fragilidade, então emocionalmente ela não está preparada para certas coisas (se é que me entendem).

Porém, isso é apenas uma observação, a história continua sendo linda, os personagens são adoráveis, eu shippo e torço imensamente para essas duas criaturinhas de protagonistas ficarem juntos. Eu já chorei litros lendo essa desgraça e vou continuar chorando mais litros, pois vou continuar lendo e relendo esse mangá <3
Explicando mais coisinhas
Bem, mas antes que venham me xingar, se acalmem. Respirem fundo, pensem no azul do céu, pensem no senpai, naquela lacração que deram na falsiane...Enfim, eu apenas estou mostrando alguns problemas enraizados nos mangás, que infelizmente estão enraizados em nosso cotidiano. Afinal, quantas mulheres ficam aguentando um companheiro abusivo, pensando que irão conseguir mudar ele!? "Ele me ama, então ele irá mudar" NÃO! A pessoa só muda se ela mesmo quiser. Você pode dar uma força em alguns problemas, traumas, dar aquele empurrãozinho básico e apoio. Entretanto, alguém só irá mudar, quando realmente quiser independente do amor que receba.

Porém, eu não estou condenando ninguém que curta esses mangás, até mesmo eu li eles e até reli alguns, como Honey X Honey, mesmo contendo sérios problemas, ainda há seus momentos proveitosos. E eu ainda taquei dois mangás que amo e adoro de paixão, para não ficar aquela coisa "é fácil falar dos outros", ou seja, para vocês verem que só porque o mangá é seu favorito, não necessariamente é preciso fechar os olhos para os deslizes do mesmo. O importante é saber reconhecer esses problemas para não levá-los a realidade, os deixando apenas no papel.

Eu queria falar sobre Joseis também, aliás, minha treta com esses é maior ainda, pois uma galera critica os shoujos por terem protagonistas bobinhas, sendo assim acabam falando que Joseis são melhores e mais maduros....NEM TODOS, mas essas tretas deixaremos para outro post, pois esse já está bem grandinho e eu ainda tenho 3 pequenos surtinhos para tacar aqui.
Aquele breve momento de surtinhos
  • Chorem com esse clipe desenhado pela mangaká de Orange (www)
  • Meu segundo surtinho é envolvendo um livro novo de veterinária que eu ganhei <3 Meu papai comprou um livro: texto / atlas colorido sobre anatomia <3 QUE PERFEIÇÃO É ESSA DESGRAÇA! <3 Eu sempre tive vontade de ter um desses livros, e esse dia finalmente chegou \O/ Só achei engraçado o meu pai por telefone tentando me explicar o que tinha nesse livro (pois, eu não estava junto quando ele foi comprar) "Não, pera...Tem cavalo, cavalo, cavalo, boi...Ué cadê o cachorro!? Não tem cachorro!? Pera, tem foto de uns nervos aqui, acho que é de cachorro! Não, acho que é de porco!?"...Aiai, papai + biologia são iguais a eu + matemática: Não dá muito certo.
  • Eu vou pedir encarecidamente que vocês vejam Aldnoah Zero, pois eu acabei de ver a primeira temporada, estou indo para a segunda temporada E TÔ PRECISANDO COM URGÊNCIA DE GENTE PARA COMPARTILHAR MEUS SURTOS! Sim, teremos um post daqueles bem surtadinhos, logo, logo. Manu, na boa que final de temporada foi aquilo!? ALTOS FORNINHOS CAÍRAM! Manu, eu esperava tudo, qualquer coisa MENOS UMA LOUCURA DAQUELAS! Véi, para cês terem noção: O final me chocou tanto quanto as revelações bombásticas de Pandora Hearts! E ISSO QUE AINDA TEMOS UMA SEGUNDA TEMPORADA PELA FRENTE! Na boa, se tu curtiu Psycho Pass, Code Geass, Fate Zero, você tem a obrigação moral comigo e com esse povo todo de ver Aldnoah Zero (aliás, quem está por trás desse enredo é o mesmo criador de Madoka Magica, Fate Zero, Psycho Pass), então vocês já podem ter uma noção do que teremos aqui: Muitas reviravoltas, altas filosofias sobre guerra, tretinhas da realeza ao estilo Code Geass, trilha sonora lembrando Fate Zero, e toda a tragédia na cara dura de Code Geass, Psycho Pass e Fate Zero <3
  • E por fim, alguém me explica QUE DIABOS DE ROUPA É ESSA DO SEBASTIAN!? (www), (www) SHAUSHAUSUA SE LIGUEM NA MÃOZINHA NA CINTURA E NO SALTO 15 DESSE DEMO SEDUÇÃO <3
___________________________________________________________________________________

Então, por hoje era isso. Mais para frente, eu faço uns desabafos envolvendo joseis, e se vocês quiserem eu posso montar uma listinha marotinha de mangás que merecem serem lidos, ou seja, trazer shoujos completamente diferentes, com protagonistas altamente lacradoras (apesar que temos ótimos shoujos colegais a moda antiga, como os mangás da Io Sakisaka. Essa mulher lacra na hora de fazer shoujo colegial). Enfim, mas para um futuro recente: Ou teremos resenha de Aldnoah Zero, ou post sentimental de Kamisama Hajimemashita.

Bjos No Kore


5 comentários:

  1. Yooo Hina! Hoje o meu comentário será curtinho, eitcha lelê! E seu professor de estatística tá lokeando muito, que é isso! ahsuahsuhaus

    Bom, primeiramente, eu concordo bastante com essa problematização dos abusos nos shoujos, bem como nos yaois. Infelizmente é bem comum vermos isso, e olha que eu nem leio muito shoujo (no caso vejo mais nos yaois mesmo). Fora toda essa questão de que a protagonista é muitas vezes inferiorizada, sendo que um relacionamento assim na vida real não é nada legal. E principalmente por isso as autoras deveriam ter mais cuidado, afinal as pessoas não podem levar isso como um exemplo, e querendo ou não as obras de ficção acabam tendo influência na vida das pessoas né.

    Com relação aos exemplos, eu não li nenhum deles HAUASHUAHSuhasUHAS Mas também não tenho muita vontade (é, sou meio "meh" pra shoujos atualmente) e depois de você ter comentado tudo isso, a vontade ficou menor ainda. Só Inu x Boku SS ainda pretendo ver algum dia porque o povo fala muito dele e talz D;

    Ah, esse livro deve ser lindo! Eu lembro de uns livros muito loucos também que minha mãe tem de veterinária, eu adorava olhá-los quando criança <3

    Já adicionei esse anime Aldnoah Zero na lista, mas vou demorar eras pra ver porque a lista tá gigantesca -q

    aHASUHhasuHUASHAUHSAHS Mano, o Sebastian se supera a cada dia exalando testosterona! Que roupa é essa mano? xD

    Bye! o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YOOOO HELO \O/

      Pois é, esse homi num percebeu que tô fazendo veterinária para abrir bichos e NÃO PARA FAZER CÁLCULOS E GRÁFICOS! U.U

      Pois é, e isso que eu citei apenas os mangás que me vieram de cabeça (se eu fosse pesquisar mesmo tudo o que eu já li.....Vish) e ainda deixei outros mais "pesados" de fora, como Wagamama na Butler...Na boa, esse mangá É TODO ERRADO! Tipo, a garota é abusada com 14 anos pelo novo mordomo da família com a desculpinha "Ain você está aqui no meio da chuva e do frio, para não dar problema vou te esquentar"....E aí o homi abusa dela E DEPOIS A GAROTA SE APAIXONA POR ELE! TIPO....WWWHHAAAATTT!? Okks, há casos em que acontece isso, mas se deve ao próprio trauma, é um problema psicológico (tipo quando vítimas de sequestro acabam criando "laços/sentimentos" por seus carcereiros), MAS NO MANGÁ TRATAM DE FORMA NORMAL, COMO SE FOSSE O """"AMOR"""""" proibido, aquela coisa de "Ain ele é meu mordomo e eu sou a filha rica, nunca que vão aceitar esse nosso amor"...Mas, a única coisa que tem é uma série de abusos com desculpas super esfarrapadas!
      ~Okks, desabafo com o mangá terminado~

      Enfim, é uma pena que esse tipo de coisa seja comum, agora que nos shoujos a coisa tem melhorado, pois teve um período aí em que as obras ou eram de relações abusivas ou romances colegial a lá Kimi Ni Todoke, cheio de fofurinhas, garota tímida, boy magia popular, aquele romance colegial clássico. Ou então, de alguma forma o rapaz era sempre posto como o grandioso da história e a garota como alguém pura, atrapalhada, bobinha (o que gera um bom preconceito com o gênero). Mas, hoje as coisas, pelo menos no shoujos, tão melhorando: Tipo, temos Akatsuki No Yona com uma protagonista caralhuda e um ambiente diferente, assim como meu xodózinho kamisama hajimemashita, otome youkai no zakuro, shirayuki-hime, Maid-Sama, e por aí vai.

      O bom, é que até mesmo mangakás que escreviam romances abusivos mudaram com o tempo, e passaram a construir romances mais saudáveis, como a do mangá Honey X Honey, se pegarmos os mangás dessa autora antes de Kyo Koi Wo Hajimemasu, são todos como Honey x honey, uma caralhada de abusos. Mas, agora ela deu espaço para relações saudáveis e fofas (ou sensuais).

      Nos yaois a coisa tá feia! O público num geral (nem todos), só querem de "violação corporal com o uke" e deixam de dar chance a outros mangás que possuem menos pegação, mas que de longe possuem histórias encantadoras. É como se o yaoi só prestasse se tiver macho se pegando na cama =/

      Eu sou suspeita para falar de Inu X Boku SS, pois assim como Kamisama Hajimemashita ele é o meu bebê, meu xodó, já vi e revi esse anime trocentas vezes <3 MAAAASSSS, eu super recomendo ele <3 Principalmente se tu estiver querendo ver um elenco completamente pirado, uns machos bonentenhos, um toque de fantasia e mistério e um romance muito queridinho entre os protagonistas <3 Porém, já vou avisando que o anime só adapta até o capítulo 10 do mangá, se tu quiser ver forninhos caindo, terá que ler o mangá.

      É LINDO O LIVRO SIM <3333333 Cheio de imagens, não apenas anatômicas, mas imagens histológicas, ou seja, fotos de microscópios dos tecidos de ossos, órgãos, músculos <33333

      MULHER ESSE ANIME É CARALHUDO! NA BOA, SE CURTIU PSYCHO PASS, VAI FUNDO NESSE <333333 Talvez a única coisa que possa incomodar (depende da pessoa), é que o anime possui mechas...MAAAAAASSSSSSS, vai por mim, é muito bom! Tem gente que num curte muito mechas, eu sou uma dessas, mas Aldnoah Zero sabe usar muito bem esses robôs lokos, as lutas são incríveis <3 (é que nem Code Geass, mesmo tendo mechas o anime lacra muito em tudo <3).

      A YANA SE SUPERA A CADA DIA DESENHANDO ESSE SEBASTIAN E KUROSHITSUJI! NA BOA, DE ONDE ESSA MULHER TIRA ESSES DESENHOS SHAUHSUASHUASHUASHU

      Kiss

      Excluir
  2. Hinata-chaaaannn *ooo* Ai que felicidade! .q SHAUHSA
    É que eu sempre vi isso, até mesmo em mangás/animes na qual a personagem principal é mais "forte" sempre tem esses abusos, e eu realmente não gostava de jeito nenhum, se o anime/mangá tinha nota 08/10, depois desses abusos eu diminuiria pra 03/10!
    E o porque da felicidade? Por que nunca conheci ninguém que se sentia assim ou pelo menos reparava nisso! E toda aquela idolatração do(a) abusador(a), EEEEEWWWW D:
    Eu realmente não entendo porque as pessoas gostam disso(tanto em yaois, shoujos e etc) ;----; Não que eu esteja condenando alguém que goste, mas poxaaaaa, não consigo gostar depois que vejo essas cenas ;--;

    Ansiosa para o seu post sobre Joseis, até hoje só assisti um que não me lembro o nome mas era bem bonitinho, o protagonista gostava de uma mulher que era dona de uma floricultura, e era viuva, até ai tudo bem, só que o falecido marido dela meio que "assombra" ela, não assombra assustadoramente, ele é até camaradinha HSAUHS Deixa eu procurar o nome... Natsuyuki Rendezvous! Já assistiu?

    HUAHSA Ri lendo isso sobre seu pai xD
    Sabe que nunca ouvi falar desses livros? ;u; Até pesquisei uns aqui HSUAHS São até legais, porque são no livro ;-; Meu primo faz um curso de agropecuaria e lá eles fazem umas coisas com os animais que nossa D: é de passar mal só imaginando...

    HSAUHS Eu fiquei um tempão olhando a roupa do Sebastian me perguntando se ele estava com a mão no bolso ou aquilo era uma luva e essa pose, me lembrei de um ED de Free!

    Sobre a listinha de mangás... Já leu Pochamani? É um shojo curtinho de uma menina gordinha com um menino bonitão, ai tem algumas coisas sobre preconceito, o desenvolvimento do relacionamento deles, rivalidades, coisas assim, mas é bem curtinho e tem algumas partes bemmm comédias! Eu gostei muito então recomendo HAUSHA Não gostava muito de ler mangás, e comecei a ler depois desse porque achei gostosinho de ler xD

    Tchau o/// Beijinhos 'u'
    ~ Powerful Alien Girl!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YOOOOO SARA \O/

      ME ABRAÇA SARA, ME ABRAÇA PORQUE EU TE ENTENDO <3 Aliás, o povo que circula por aqui, pensam da mesma forma que nós duas <3 Tem uma galeria das altas filosofias por cá, que também reparam nesses problemas e fazem altas filosofias <3 (é só ir nos parceiros e lá tem uma caralhada de blogs bacanudos que também dispensam abusos em mangás/animes).

      ENFIM, eu também me faço a mesma pergunta! Depois que eu li Honey X Honey, fui ver os comentários lá no blog da scan que traduziu esse mangá, para ver o que o povo tinha achado da história. Bem, eu esperava encontrar gente, sei lá, comentando sobre os abusos, fazendo alguma crítica, nem que fosse uma crítica pequenina e rápida....Eu tava ILUDIDA! Geral estava largando altos elogios para o mangá com uma caralhada de abusos, e dizendo que o macho alfa era um amorzinho.Oi!?

      Eu acho que o problema é que o povo confunde pegação com abuso! Acho que tem gente que deve pensar que para ver os personagens se pegando tem que necessariamente algum abuso, o que de longe NÃO é verdade. Tipo, tem o mangá Black Bird, que é traduzido pela scan Fascínio Asiático (e foi lançado anos atrás pela Panini aqui no brasil). Ele é um mangá smut, ou seja, tem uma caralhada de pegação entre a protagonista e o macho dela, MAS EM NENHUM MOMENTO ele abusa da protagonista. A pegação acontece quando ambos querem se pegar! (aliás, diga-se de passagem que depois de um tempo a protagonista desse mangá passou a ficar bem safadenha shuashuashau).

      AH, eu já ouvi sobre esse josei! Ainda não assisti ele, mas já vi vários comentários positivos. Bem, sobre joseis, tem uma mangaká que eu admiro muito e amo de peixão: Ohmi Tomu...ESSA MULHER DIVA NOS JOSEIS! Cara, todos os joseis dessa mulher são espetaculares! Com ótimos enredos, protagonistas femininas fortes e decididas, e com romances incríveis! Ela sempre coloca um toque de sobrenatural em suas obras, e cada delas se passam em ambientes completamente diferentes, com personagens incríveis e também diferentes uns dos outros <3 Cê pode ler tranquila qualquer mangá dela que a história será fabulosa!

      haushaushau meu papai se supera quando o assunto é biologia. Enfim, mas o que ele num manja de bio, manja de matemática (coisa que eu com certeza não manjo Ç.Ç).

      EU ME LEMBREI DA MESMA COISA! A PRIMEIRA IMAGEM QUE ME VEIO NA CABEÇA FOI ESSA (http://www.entravity.com/wp-content/uploads/2014/07/Eternal-Summer-Rin-Fabulous.jpg)

      JÁAAAA LIIIIIIIIII! MUITO FOFENHO ESSE MANGÁ <3 MEU DEUS, acabei encontrando esse mangá por acaso, num dia de tédio total e li ele numa velocidade incrível <3 Achei tão querido o fato do protagonista ter uma queda pelas "fofinhas" XD Aliás, essa história até me lembrou de um capítulo de Sukitte II Na Yo, onde contam sobre um amor passado de um dos personagens, no qual a garota também era gordinha...CHOREI LITROS COM ESSE CAPÍTULO e morri de amores <3

      Kiss

      Excluir
  3. Hina-chawwwwwnnnn <3
    Menina, eu fiz a mesma coisa quando cursei estatística no primeiro ano. O tema do meu grupo foi "por que as pessoas não procuram os psicólogos", hahahaha! Foi um trampo DA PORRA, MEU DEUS DO CÉU! Mas vá com fé, você consegue uwu use os livros da Levin e Fox, u da Dancey, são muito bons pra quem é de humanas HAHAHAHA

    Agora, sobre a problematização... MENINA, OBRIGADA POR TER FEITO ISSO! Ao contrário de você, eu nem consigo mais ler mangá machista ou onde rola abuso. Esse Honey x Honey é o clássico exemplo de romantização do estupro, o que é isso?! Eu odeio ver esses relacionamentos abusivos, e é muito foda se deparar com eles nos mangás e, mais ainda, com gente que os defende!
    Acho que as pessoas precisam parar de confundir as relações S&M com "abuso é demonstração de amor". Violência psicológica não é ok. Estupro não é ok. Usar amor como desculpa pra permitir isso acontecer NÃO É OK! PAREM!
    No mais, concordo contigo: a gente tem que ser crítico, sempre, e não deixar de problematizar as coisas só porque gostamos. Isso é muito importante, se a gente quiser que machismo e a violência acabem no mundo real. Essa questão de ~pedofilia~ também me incomoda bastante, e muita gente acha que eu sou exagerada. Odeio ler mangás com romance professor x estudante porque isso tá seeeempre presente. E a questão não é se há amor ou não na história, é que as pessoas na vida real começam a achar que isso é ok, que um cara de 25 e uma menina de 13 podem ter um relacionamento saudável se eles se amarem, PERAÍ NÉ?????
    Ai, desabafos aqui.
    Btw, O QUE É ESSE SEBASTIAN? JÁ QUERO NA MINHA VIDA, PRA SEMPRE, VEM NI MIM <3
    Beijinhooos :*

    P.S.: Se servir de algo, tenho em pdf alguns textos de estatistica que usei na faculdade, me passe se email e eu te encaminho u.o

    ResponderExcluir