15.8.16

Agora as mutretas serão com os joseis

PQP HOJE VAI ROLAR ALTOS DESABAFOS E MUITO PALAVRÃO NESSA INTRODUÇÃO! Mas, antes vamos a nossa programação normal: Yoo minhas divindades da terra, tudo melzinho na chupeta!? Comigo... Bem, comigo... PQP EU TÔ QUERENDO MATAR UM SERUMANINHO DESSE PLANETA! Enfim, vamos contextualizar como foi a minha quarta-feira de noite: Como todos sabem, minhas aulas da faculdade retornaram, e nesse semestre eu resolvi dar a louca de pegar a matéria de experimentação (uma estatística aplicada em pesquisas / experimentos dentro da veterinária). Eis que a criatura da minha professora resolve nos dar um trabalho para entregar na mesma aula as DEZ HORAS DA NOITE! PQP NÃO TINHA OUTRO HORÁRIO DA AULA PARA DAR AQUELA DESGRAÇA!? Sim, dez horas da noite a mulher nos pede para fazer um trabalho em sala de aula e entregar para ela na mesma noite... O QUE CUSTAVA AQUELA FILHA DA PUTAGEM DAR O TRABALHO PARA FAZER EM CASA!? O QUE CUSTAVA DAR A MERDA DESSE TRABALHO NO COMEÇO DA AULA, OU MAIS CEDO!?... O pior de tudo é que tem uma galera MUITO grande que vem de outras cidades, mas que ficam aqui pertinho da minha (30 minutos ou uma hora e meia de viagem) e que pegam ônibus / vã escolar para voltarem para casa, ou seja, essas pessoas moram em outra cidade e possuem um horário específico (lá pelas 10:30) para pegarem esses ônibus, caso contrário, ferrou para elas.... E ESSA MINHA PROFESSORA MESMO ASSIM PASSOU O TRABALHO! (um trabalho que NÃO é feito em 30 minutinhos!). E ela mais do que ninguém, sabe que no curso de veterinária uns 90% das pessoas são de fora da minha cidade! Resumindo: se antes vocês tinham que me aturar dando surto psicótico com estatística , adivinhem!?... Agora vocês me verão dando surto psicótico com experimentação <3... Mas, chega de pagar uma de louca e vamos falar de coisa boa, vamos para o nosso post marotinho O/


Contextualizando a treta
Uns posts passados eu meti a mutreta em cima das minhas purpurinas shoujos (www), mostrando alguns mangás MUITO errados, e toda a questão dos mesmos interpretarem abuso como uma """crise de ciúmes / demonstração de amor""". Portanto, dessa vez as tretas serão com os joseis: Vou mostrar quais mangás são bons, vou mostrar que nem todo o josei paga uma de maduro e por aí vai... Enfim, vou dar umas desabafadas legais.

Hapi Mari
Senhor, essa batata estava entalada na minha garganta já fazem milênios! O mangá conta a história de Chiwa, uma mulher super endividada que acaba tendo um casamento arranjado com um empresário de sucesso chamado Hokuto. Em resumo: Ela precisava de alguém para zerar suas dívidas e por sua vez o macho alfa precisava se casar para resolver algumas mutretas da sua família / conseguir herdar alguns bens. Ou seja, o dinheiro regando nossos corações com "amor". 

Enfim, eu tenho que admitir que esse josei é um dos meus favoritos, pois além de focar na relação dos protagonistas, ele mostra que um casamento sempre possui os seus altos e baixos, ou seja, mostra como duas pessoas completamente diferentes passam a conviver juntas, a se acostumar com os hábitos um do outro e que apesar das brigas, sempre há uma maneira de resolver as coisas. O mangá mostra que um relacionamento não é aquela coisa purpurinada e utópica de muitos shoujos, mas sim, com seus desentendimentos, mesmo que por coisas completamente bobas. Porém, a cada briga o casal vai aprendendo mais sobre o outro e fortalecendo a sua relação.... Nesse sentindo não há do que reclamar do mangá, o romance é muito bem construído, as brigas do casal são hilárias e a forma como o Hokuto acaba descobrindo uma outra face dele que não seja a de "empresário durão", mas sim, de um marido apaixonado, é muito fofo..... Porém, se a vida fosse perfeita já teríamos tido minha segunda temporada de inu x boku ss, pegação entre Hak e Yona e provavelmente eu já teria um boy magia para mim, ou seja, Hapi Mari também possui os seus problemas:


Quando a questão se torna "protagonista feminina: Chiwa", nós temos a nossa rocha no sapato! No final das contas, ela é uma personagem meio sem rumo: Ela não sabe muito bem o que quer da sua vida de casada e muito menos do seu futuro, é como se ela vivesse apenas para o Hokuto, sua vida, suas escolhas, seu humor, tudo gira em torno dele, o que acaba sendo meio desmotivante. Enquanto as outras personagens femininas são fortes e procurão crescer não apenas em relacionamentos, mas no trabalho e na vida num geral, a Chiwa se contenta apenas na sua posição de esposa... Ela até tentou ser mais independente do Hokuto, mas isso acabou sendo deixado de lado, para focar novamente no romance e relacionamento deles. No final, toda a glória e grandiosidade ficavam com o Hokuto... Eu sei que no Japão, o padrão de "boa mulher" é diferente, ou seja, casamento, marido e filhos é considerado o "maior prêmio". Mas, a questão é que nem todo o josei é maduro e com protagonistas fortes / poderosas como o povo sai berrando por todo o lado.....(sim, isso foi uma indiretinha para aquele povo que diz que prefere josei do que shoujo, porque é mais "maduro" e com protagonistas mais "adultas"). Mas, fora esse detalhe sobre a protagonista, o romance e o enredo são bem bacanudos, vale a pena ler.

Ohmi Tomu
Aqui na verdade é uma autora e não uma obra em específico. Eu resolvi falar sobre as obras dela num geral, pois todas as que eu li até agora foram espetaculares! Para dar uma luz divina em suas cabeças ela é a mangaká de Midnight Secretary (que eu acredito ser uma de suas obras mais famosinhas, pelo menos em terras BR). 

Enfim, essa mangaká é a minha favorita no gênero josei, pois ela sabe muito bem lacrar com as suas protagonistas femininas: São todas fortes, ativas e muito bem decididas, ou seja, sabem o que querem e vão atrás disso mandando um "foda-se" purpurinado para qualquer um que resolver pagar de falsiane com elas. Além disso, as obras dela são completamente diferentes umas das outras, o ambiente e personagens sempre são muito variados e únicos. Sem mencionar que uma de suas maiores características é misturar algum elemento sobrenatural em seus enredos, ou seja, já tivemos obras com vampiros, bruxas, lobisomens, fantasmas, paranauê de "mestre tigre" e por aí vai. Sendo assim, as histórias dela nunca são exclusivamente ao redor do romance, ela acaba brincando muito com esses elementos de fantasia.

Mas, focando um pouco em Midnight Secretary, ele é um dos meus joseis queridinhos, pois a história dele é fabulosa, principalmente para quem está querendo ver muita treta amorosa e muita treta envolvendo vampiros, orgulho e empresas. Das obras dessa mangaká, essa é a que contém uma das melhores protagonistas, pois ela é forte, é decidida e muito bem capacitada em seu trabalho, na verdade não há ninguém que consiga realizar o mesmo trabalho que a protagonista com tamanha perfeição. Esse mangá é basicamente a história entre um empresário vampiro MUITO orgulhoso que paga uma de vampiro DiaLovers surtadinho (eu poderia citar nomes de vampiros, mas se eu colocar um certo ruivo aqui, uma pessoinha *cof* *cof* Lives *cof* *cof* me mataria), no qual acaba sendo apresentado a nossa protagonista que irá assumir o posto de secretária e trabalhar ao seu lado. A partir daí já sabem: Muita briga inicial, altas tretas tendo que arrumar sangue para o chefe, mas no final o amor sempre brota <3... Porém, o bacana desse mangá, é justamente toda a pose de orgulhoso do protagonista, porque isso é tão forte, mas tão forte que em certos momentos chega a soar cômico. Mas, ao mesmo tempo em que o macho alfa possui toda essa barreira e orgulho, a protagonista também possui a mesma força para lidar com tudo isso na mesma altura e colocar umas rédeas no mesmo. 

Por fim, com o decorrer do mangá nós vemos o desenvolvimento do protagonista masculino, ou seja, como ele passa a lidar com o seu orgulho e enxergar certas coisas de um ângulo diferente, se abrindo para a nossa heroína e aceitando seus próprios sentimentos. E tudo isso juntamente com o crescimento da parceria entre eles, não apenas no quesito romântico, mas na questão de trabalho também, uma vez que o macho alfa confia apenas e exclusivamente na protagonista feminina como sua secretária e braço direito.

Em resumo: Podem ler as obras dessa mangaká tranquilamente, pois são espetaculares e com ótimos protagonistas, tanto masculino quanto feminino, com romance diferentoso, com tretinhas sobrenaturais e com ambientes completamente novos, ou seja, cada história se torna única.

Shiki no Zenjitsu
Reza a lenda que Noé deu uns rolés me minhas lágrimas após eu ler esse mangá. Enfim, já faz um tempinho que vem brotando umas resenhas e ótimos comentários sobre esse mangá, no qual consiste em várias one-shots, aliás, até fiquei sabendo que uma das editoras brasileiras vai lançar (ou já lançou) esse mangá. Então, movida pela curiosidade e completa falta do que fazer da vida, lá fui eu chorar horrores com um monte de histórias simples, porém maravilhosamente tocantes.

O mangá pegou justamente na parte mais fraca da minha pessoinha: Relações fraternais! Ou seja, não temos romance nessas histórias, ao contrário da maioria dos joseis, na verdade são todas histórias envolvendo famílias, relações entre irmãos, pai e filha, casamentos (porém, não para o lado romântico, mas sim, o olhar de um irmão ao ver a sua irmã se casar) e por aí vai. É tudo tão simples, nada de acontecimentos mirabolantes, pelo contrário, praticamente as histórias se concentram em alguma cena, um momento em específico, como "dois irmãos conversando num restaurante". Entretanto, é justamente essa simplicidade e delicadeza  em sua narração e traços que tornam as histórias marcantes. Pois, as relações são todas naturais e sem dramas exagerados, os sentimentos das personagens são muito bem trabalhados e são expostos de forma "crua", ou seja, sem todo aquele background de drama exagerado, apenas a vida de pessoas comuns com sentimentos que qualquer ser humano teria.

 Yoshino Aki
Aqui novamente é uma mangaká num geral e não uma obra em particular. Enfim, os mangás que li dessa autora em português eram todos curtinhos e sinceramente.... Eram meio fraquinho também, pois aqui temos basicamente o mesmo problema que em Hapi Mari: A glória fica toda com o macho alfa, enquanto a protagonista feminina acaba sendo a velha "garotinha atrapalhada". Não que a história e romance sejam ruins, na verdade são bacanudinhos, porém para um josei acredito que tenha faltado algo. É claro que em histórias curtas não tem como cobrar todo um baita desenvolvimento, porém se pegarmos as coleções de one-shots que mencionei anteriormente e compararmos com esse mangá, veremos um precipício entre essas duas obras, além da prova de que é possível fazer histórias marcantes mesmo que sejam curtinhas. 

Aliás, desabafando um pouco sobre joseis num geral, eu já li várias obras com esses mesmos problemas: O rapaz é todo gloriosos, sempre numa posição de poder e comando, enquanto a protagonista acaba tendo o seu brilho "apagado", ou seja, sempre ficando na sombra do macho alfa ou até mesmo ficando na sombra de personagens femininas secundárias, no qual geralmente assumem o posto de "rival amorosa", mas ao contrário da protagonista, estão sempre procurando crescer e ainda possuem uma personalidade marcante... Eu sei que aqui entramos novamente no que eu falei lá no início, sobre a cultura do Japão, e como a ideia de casamentos e filhos é considerado o alto patamar para uma mulher e talls (mesmo nos dias de hoje). Mas, vamos por partes, primeiro: depois de ler uma grande quantidade tanto de joseis quanto de shoujos, a pessoa começa a se chatear com esses clichês e procurar coisas diferentes, que infelizmente quando existem acabam não recebendo o merecido reconhecimento. 


E segundo: Eu não quero dizer que casamento é algo ruim ou "inferior", pelo contrário, acham que eu não surto pakas com essas paradinhas de se casar!? Vocês acham que eu não piro o cabeção com essas paradas de casamento arranjado que mais cedo ou mais tarde irá terminar em pegação!? ACHAM QUE EU NÃO FAÇO MINHAS REZAS E PACTOS PARA OS MEUS SHIPPS SE CASAREM E SE COMEREM FELIZES PARA SEMPRE!?.... É LÓGICO QUE EU FAÇO TUDO ISSO! Eu adoro esse tipo de enredo, adoro esses clichês (eu sei, bem contraditório com o que eu disse anteriormente), eu amo essas coisinhas purpurinadas de "meu amor vence barreiras". PORÉM, o problema está na forma como alguns joseis inserem esse dito casamento, pois até mesmo algumas obras acabam desvalorizando o matrimônio e o colocando como sendo algo para mulheres "frágeis". Em muitas obras joseis o "clima construído" era que a protagonista por não conseguir se sustentar com as suas próprias pernas só tinha como última opção o casamento, ou seja, como se a salvação para ela fosse se casar, já que nas outras coisas ela não conseguiria progredir. Dando uma sensação de "empurrão", no qual a protagonista só se casou porque não tinha outras opções, e não por escolha dela, não porque era esse o sonho de sua vida.  

For the Sake of Sita
Para não acabar esse post de forma broxante, eu vou tacar aqui outro josei (eu acredito que pelo menos seja um josei... e-e''') maravilhoso e que derrubou os meus forninhos e o meu coraçãozinho puro de uma forma muito cruel. Enfim, esse josei tem uma pegada bem diferente, ele possui romance, porém ele se foca muito mais no background em volta dos personagens, ou seja, na situação dos protagonistas do que no desenvolvimento do romance... Na verdade, a relação entre o macho alfa e nossa protagonista feminina ocorre de forma bem direta e até mesmo rápida, porém isso acaba não sendo um defeito, pelo contrário, essa característica permitiu desenvolver a história de uma maneira única e muito imprevisível.... Diríamos que algo semelhante com o que aconteceu com Orange, ao invés de focar no romance, a história se foca no background e nas situações que aparecem devido a um "problema chave". E é isso que acontece nesse josei, misturando um pouco de fantasia e com uma ótima ambientação de cultura e costumes sobre o Nepal. No qual, acaba pegando também em questões sociais envolvendo algumas tradições do país. Enfim, uma história diferentona com um final surpreendente que traz aquele chorinho básico, mas que fecha de forma digna essa história.

Bônus: Totsuzen desu ga, Ashita Kekkon Shimasu
Se  lembram da paradinha sobre casamento e talls que eu mencionei lá em cima!? Então... O que vocês diriam se eu trouxesse exatamente um mangá, no qual a protagonista quer se casar!?......"MAS, HINA-CHAN ISSO NÃO FAZ SENTIDO COM TODO O TEU DISCURSO DE MULHER PODEROSA QUE TU ACABOU DE DAR"... Vamos com calma: Eu falei que o problema não era o casamento em si, mas sim, a forma como esse casamento era inserido na história, ou seja, quando brota aquele clima "ela não consegue fazer nada, logo o casamente é sua última opção". Porém, quando nós temos uma protagonista queridinha, num bom emprego, que manja muito dos paranauês no seu emprego, mas que possui o sonho de se casar e cuidar de filhos e marido... Pô, não há problemas nisso! Pois, isso é uma vontade própria da personagem, cada um tem os seus próprios sonhos e conceitos de felicidade, portanto tá xuxu beleza! 

Enfim, nesse mangá é justamente isso que nós vemos: Uma protagonista forte, carismática, no qual é altamente habilidosa em seu emprego, porém seu sonho é virar uma dona de casa, ter um lar aconchegante com filhos e marido e cuidar das pessoas de quem ama. Além disso, não rola aquela superioridade do macho alfa, muito pelo contrário, os dois se dão super bem, a relação veio crescendo de forma muito natural e espontânea, ou seja, apesar de alguns desentendimentos, briguinhas bobas e visões de vidas diferentes, ao mesmo tempo se nota uma parceria muita gostosa entre os dois... Aliás, o mangá trabalha exatamente isso: Como duas pessoas com objetivos de vida tão diferentes conseguem se entender e ter um relacionamento entre elas. É um romance fofo, com ótimos protagonistas, porém sem toda aquela purpurina loka dos shoujos, mas sim, com uma vibe mais madura, sem estresse, tudo levado de boas... Mangá melzinho na chupeta com selo de qualidade... Bem, pelo menos até onde as traduções BR foram e-e''' 


Então, era isso por hoje! Próximo post será melzinho na chupeta e um tanto inútil, mas como sempre feito de coração <3 Ah! E eu também prometo não lokear e nem dar surto psicótico por aqui.....(mas sério, eu tava mesmo precisando xingar um pouco, então apenas me aguentem como vocês sempre fazem <3).... E antes que vocês perguntem: Sim, o amv de Noragami foi uma indireta caralhuda para o povo que não viu/leu, ir conferir Noragami. E sim, coloquei amv de Gilgamesh sedução (personagem de Fate stay Night e Fate zero), porque mesmo ele sendo um filho da putagem muito grande (esse cara tem selinho de qualidade em FDP / e ainda por cima ele mata lolis), ele ainda assim é muito sedução: Rico, loirão, lacrador, mesmo dublador do Kougami sedução (psycho pass) e ainda por cima é REI... Tá perdoado :v hsauhsuashua (obviamente eu tô de brinks, digam não aos fdp, mesmo que eles sejam macho alfas sensuais u-u)...... Enfim, vamos encerrar logo esse post, antes que eu pague mais ainda de retardada e-e''' 


Bjos No Kore

8 comentários:

  1. Olá maluca! Aqui é a Nanami/Sadako do blog: http://tomoelove.blogspot.com.br/
    Prazer! Amei teu layout!

    ResponderExcluir
  2. Yooo Hina-senpai estupradora do pobre Caps-Lock-kun ;-;
    Tudo de boas na lagoa~?

    MDS! JOUSEI! MDS! Eu lembro como se fosse mês passado que eu tinha visto meu primeiro ANIME Jousei (e sim! Foi mês passado mesmo kkkkkk): Shirokuma Café (recomendo :v) E minha nossa! Depois dessa eu cheguei a ter um pequeno sentimento crescendo no meu corassaun de melaun :3 tipo uma sementinha... Agora esse sentimento virou flor e não árvore (=_=) ( Sorry~ não sou tão fanática por jouseis, mas curto pakas).

    Mas antes vamos voltar um pouco e falar da sua amadinha professora :v
    Mano... Sei como é... (bom, não de noite, mas de manhã) na minha turma, vários professores amadinhos queridinhos da Naru-chan akê tem uma estúpida mania de dar a matéria nova no dia e daí com uma argola de santo na cabeça falar conosco assim: "Agora façam grupos de até 5 pessoas! Rápido! Quero que vocês façam um trabalho AGORA e apresentem para mim ainda NESSE PERÍODO" (daí você pode imaginar um rosto transformado 100% do kpiroto @_@ Daí lá vai nós tentar decorar a budega nuns 20 minutos estourando o tempo.... Tô falando... o Universo me odeia :')
    Mas isso também realmente foi sacanagem pura com vocês, hein? Da galerinha que outra cidade que pega bus e tals. Se eu fosse você levanta a mão e quando ela desse a palavra à você você olhe bem nos olhos dela, com um sorriso bem meigo no rosto dizer: "Cê é uma puta ^w^ <3" aushuahs' Okay, não siga meus conselhos! (meus colegas às vezes levam à sério meus "conselhos" podres e lá vão eles fazer merda +~+ uahsuash).

    Mas agora voltando ao foco~
    Hapi Mari eu já havia pego a sinopse e tals pra lê, mas quem disse da Narumi começar? :V O coitado do mangá tá mofando na minha lista aqui pra ler @~@ Eu sei... tenho que tomar mais vergonha na cara pra ler meus mangás atrasados (tudo on-line porque mim ser pobre. Porque money que é good nóis num have - já diz o ditado (matei bonito o português agora decapitando-o rsrsrs).

    O que eu acabei de adicionar na minha listinha fora Shiki no Zenjitsu. Não sei se você sabe, mas eu tenho um lado masoquista pra caralho que é QUERER CHORAR '-' kkkkk sério... Acho que meu organismo tem muita concentração de lágrima e precisa de algum motivo pra liberar saágua toda .-. (bebo água demais, mas a única forma de mandá-la embora é na urina mesmo aushaush). E porque tipo assim... você deve saber que - acho que já cheguei a comentar isso - eu choro feito um bebê quando relaciona-se QUALQUER RAIO DE COISA à FAMÍLIA E ANIMAIS. VÉI! Numa história/filme/anime/livro/raio-que-o-parta pode matá TODO MUNDO! Manda todo mundo pro Inferno! Mas NUNCA mexa com parentes e animais... mexeu com algum desses, pronto... Eu choro mais capaz de fazer um novo Oceano nesse mundinhu azul <3
    Então como eu disse que tenho esse lado masoquista de querer chorar.... Eu já adicionei na minha listinha :v

    Mas em resumão... Eu curto bastante joseis por causa desse motivo: de mostrar "a vida real". Tipo... em shoujo a vida é um Morango com Chocolate e Cookies. Tudo é lindo, todos os caras são lindos, todas as protagonistas são pamonhas com canela... tudo fabuloso. Agora nos Joseis é tipo: "NEGO VÉI! SE TU NÃO ACORDAR PRA VIDA, TU RODA, BEIN~ #Fica_A_Dica_Nego"
    Onde mostra bem a vida: aquela maldosa, onde há o Universo Treteiro mexendo nela... O Shirokuma Café que eu assisti tipo... era tipo..... hã... como dizer? Era um tanto fantasioso, mas eu acabava por levar os animais pelo lado humano e ficava tudo okays (bom, uma parte uahsuahs).

    Curti all pakas o post! Ps.: Esse vídeo de Noragami tá dando uma peixada na cara da população :3 Hasuhaush saudades u.u
    Chu~ ( = 3=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YOOOOO MESTRE PANDA \O/

      shaushuashuashu, eu também não sou fanática por joseis, mas volta e meia bate aquela vontade louca de ler ou ver algum <3 Aliás, irei dar uma conferida nesse do café (principalmente se tiver romance *u*).

      hsaushuashua EU QUASE FIZ ESSA PARADINHA DO SORRISO COM ELA! QUASE....... Mas, aí eu me lembrei que se eu fizesse isso iria ter que fazer a matéria dela mais umas 5 vezes (e ainda por cima pagar 5 vezes a mesma mensalidade, pois tô em faculdade privada).... ENTÃO, pelo bem do meu bolso eu seguirei o sorriso angelical e a palavra "puta" e-e''

      shaushausaushua eu também enrolei um pouco para ler Hapi Mari, mas no final eu comecei, me viciei e li tudinho de uma vez XD E o bom é que ele já está completo em português! Enfim, a história é muito engraçadinha, principalmente o relacionamento dos protagonistas eles são literalmente entre "tapas e beijos", brigam, se estapeiam, mas no final um não vive sem o outro <3 E no final das contas o Hokuto que tinha toda uma pose de gente independente que não queria ninguém ao seu lado, acabou virando o maior macho alfa carentão que nem seque consegue dormir sem a protagonista do ladinho dele <3 É MUITO FOFENHOOOOOOO >.<

      P.s: Sobre o português.... shuahsuahsuahsua tadinho, esse daí já foi morto por mim várias vezes <3 HSUAHSUASHAUSHAU EU também adoro dar umas boas choradas e nadar nas minhas próprias lágrimas com esses draminhas de amiguinhos e família! PODEM FERRAR COM TODO MUNDO, MAS METEU DRAMINHA FAMILIAR EU AFUNDO MAIS DO QUE O TITANIC!

      HSUASHAUSHAUSAUSH MEU DEUS, AGORA QUE FUI PESQUISAR SOBRE ESSE SHIROKUMA CAFÉ..... E EU QUERENDO ROMANCE NESSA BAGAÇA! GÉZUIS, QUASE QUE METO UMAS ZOOFILIAS AÍ! (e agora eu sei de onde diabos bortou essa imagem aqui https://i.ytimg.com/vi/Yri696xTkOU/maxresdefault.jpg.... Tinha visto um gif dela na internet deles dançando, mas não sabia de onde essa desgraça tinha vindo e-e'').

      shaushaushuashua é sempre bom dar aquela incentivada (vulgo meter pressão) no povo para verem Noragami *u*

      Kiss

      Excluir
  3. Yoo Hina-chaaan! o/

    HAUSHUAHS eu ri dos surtos, mas sério, que revoltante! EU TINHA UMA PROFESSORA IGUALZINHA NA FACULDADE! Ela era louca, mano! Ela dava aula de sexta-feira a noite e passava trabalho pra entregar toda aula! E o pior foi um que ela passou na época de TCC, que ninguém tinha tempo pra mais nada, e ela vem e passa um trabalho gigantesco achando que a aula dela era a única da classe! Odeio esses professores sem noção, manu!

    Bom, sobre os joseis, eu não conheço absolutamente nenhum desses que você citou, então vamo lá conhecer haushaushuah

    Hapi Mari (o que significa esse título, aliás?) parece ter uma boa proposta, até imagino como a história se desenvolve, um relacionamento por interesse que acaba se transformando em amor (tipo aquele filme A Proposta, que é muito bom também ahsuauhsuaahu). É uma pena saber que a protagonista não é tão empoderada quanto poderia, e isso é um problema que tem tanto em shoujos quanto joseis e até mesmo shonen, seinen, etc, porque convenhamos que faz parte da cultura japonesa né. Por isso é tão incomum ver protagonistas que fogem desses padrões.

    Midnight Secretary parece ótimo pelo que você disse - inicialmente eu jamais leria uma história que se trata de uma secretária e seu chefe, pra ser sincera, mas sabendo de todas essas qualidades, vale dar uma chance sim. Agora, ainda estou esperando pra ver um mangá que seja o contrário disso, ou seja, uma mulher sendo a presidente e um homem sendo seu secretário, hauhauauha

    De todos os que você citou, o que mais me interessou sem dúvidas foi Shiki no Zenjitsu! Só de você dizer que a gente chora litros lendo, já fiquei com vontade, pois adoro esses dramas que acabam com nosso kokoro. E ainda se trata de relações familiares, que é sempre algo tão forte e delicado, adorei a ideia! <3

    É mesmo uma pena essas histórias que inferiorizam não só as mulheres, como o casamento em si; porque é como você disse, o matrimônio é algo bonito, é uma etapa importante pra vida de alguém, e justamente por isso devia ser tratado com sua devida importância, mostrando que aquelas duas pessoas querem realmente aquilo e que vão se ajudar, se apoiar, fazer de tudo para que isso ocorra da melhor forma possível.

    Gostei de For The Sake of Shita também, adoro quando as histórias se focam mais profundamente nos personagens e nos seus backgrounds, além de que adoro conhecer a cultura de outros países também!

    Esse último também parece bem legalzinho de ler, com uma situação mais realista, por assim dizer, então também daria uma chance!

    HAUSHAUSHUAS você me lembrou do Gilgamesh, eu nem lembrava desse ser (já que assisti Fate Stay Night há uns 10 anos atrás -q), mas sério, que fdpzão.

    Bye bye o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YOOOOO HELO \O/

      NOSSA QUE PROFESSORA FILHA DA PUTAGEM ESSA A TUA! O pior que tem umas ciraturas que surtam mesmo, acham que só a matéria delas importa e foda-se o resto. Tudo bem que nem sempre se consegue fechar o cronograma da melhor forma possível, sempre terá provas que coincidem, trabalhos num mesmo dia / semana, isso é normal. Mas tem professores que parece que não sabem se organizar, pois passam o semestre inteiro de boas, e lá no finalzinho entram em desespero dizendo que precisam passar trocentos trabalhos e provas para fechar as notas '-'

      Pois é, no quesito romance / relação Hapi Mari acaba sendo uma perfeição <3 É muito lindo e queridinho ver todo o desenvolvimento e aproximação que os protagonistas tiveram. Como aos poucos um foi se habituando as manias e estilo de vida do outro para aos poucos os dois juntos criarem uma terceira maneira de viver que fizesse os dois felizes. A maneira como eles brigavam por coisas bobas, coisas sérias, mas sempre faziam as pazes a aprendiam com essas brigas era muito queridinho. E principalmente o homem que tinha uma pose de independente, ou seja, solitário que não precisava de ninguém, acabou aprendendo a como ser um marido e como conviver em conjunto. Porém, o problema é a protagonista feminina, lógico que ela tem o seu desenvolvimento, suas filosofias e dá uma força para o macho alfa. Mas, ela poderia ter sido bem mais aproveitada, além disso poderiam ter explorado melhor o que ela queria do futuro dela, por um lado ela parecia meio perdida as vezes. MAS, vale a pena ler o mangá, é muito queridinho <3

      Sabe, eu também fiquei com o pé atrás nessa história de chefe e secretária, pensei que a protagonista seria uma sonsa, MAS ELA NA VERDADE LACRA MUITO! EITA MULHER CARALHUDA, ela sabe muito bem o que faz, realiza o seu trabalho com ótima qualidade, aliás, ninguém se compara a ela! Além disso, se torna o braço direito do seu chefe e consegue contornar toda a pode de orgulhoso dele, mostrando para ele que o orgulho dele depende de si mesmo e não do que os outros pensam dele. Tipo, o protagonista masculino se preocupava muito com a sua imagem e com a imagem que o clã de vampiros tinha dele, porém aos poucos ele aprende a largar um foda-se e percebe que o único que pode abalar o seu próprio orgulho é ele mesmo, independente do que os outros pensem dele. E tudo isso graças a protagonista <3 É bem show, tem altas tretas no emprego, altas tretas amorosas e um final bem bacanudo!

      Shiki no Zenjitsu pega nos feels direto! É aquele drama simples, porém com impacto, porque retrata de coisas do dia a dia, coisas que nós vivenciamos. É algo simples, direto e tocante, com uma narrativa muito gostosa. É sem explicação a maneira como essa mangá consegue nos tocar <3

      EXATAMENTE! Eu não entendo isso: Os mangás querem transmitir a importância de um romance e de um casamento, como é belo ter alguém com quem compartilhar as coisas da vida, mas ao mesmo tempo eles fazem isso de um jeito errado, colocando o casamento como "plano de emergência" e uma protagonista meio submissa, meio sem rumo, que quer ser independe, mas ao mesmo tempo não faz nada, que quer se casar, mas ao mesmo tempo não quer.... Umas coisas meio sem rumo '-'

      Excluir

    2. NOSSA E O FINAL DE FOR THE SAKE OF SHITA FOI PRA CRAVAR AQUELA FACA MAROTA NO CORAÇÃO! Eu amei a maneira como o romance, o relacionamento dos protagonistas se encaixaram 100% na fantasia do mangá, no background e nos costumes do país. Tipo, tudo é muito bem amarradinho e conectado, os costumes estão lá porque são uma peça chave para a formação dos personagens e segmento da história. É muito bom e muito lindo <3... Ali, mostra realmente como é o verdadeiro amor e como uma pessoa pode se importar ao máximo com a outra!

      O ÚLTIMO É MUITO FOFENHO <3 DESSES QUE EU FALEI, O ÚLTIMO É UMA OVERDOSE CARALHUDA DE FOFURA! Pense em dois protagonistas muito carismáticos, muito fofos, com um excelente talento, com forças iguais, ou seja, a garota tem uma presença fora, não rola aquele clima de inferioridade ou submissão, na verdade um está em pé de igualdade com o outro, rolando uma parceria, companheirismo muito fofo e divertido entre eles <3 O MACHO ALFA É UM AMORZINHO DE SERUMANINHO <3

      shaushaushaushuash Gilgamesh é um FDP, MAS É LINDÃO E MUITO CARALHUDO <3 (sei lá, sô mó fã desse desgraçado shaushaushaushua)

      Kiss

      Excluir
  4. Olá, Hina-chan! =3

    Olha, se tem uma coisa que eu não gosto, é quando pedem para fazer alguma coisa bem em cima da hora. Tem professor que acha que a gente é uma máquina: passa trabalho e espera que esteja tudo pronto, bonitinho, 30 minutos depois. Não consigo lidar com isso. Eu preciso de tempo, até porque sou uma pessoa que revisa umas 30 vezes algo antes de dizer: “Enfim, terminei”. Sua professora é um tanto que maquiavélica. =s haushaushu

    Agora falando dos Joseis... Bom, estou entrando no mundo dos joseis somente agora e tenho gostado bastante do que venho encontrando por aí. Um mangá que lerei em breve será Nana, porque vi o anime e quando terminei eu fiquei: “QUERO MAIS”. Então, está na lista, porque quero saber o que acontece após o anime. ♥

    Confesso que o que mais tem na minha lista de mangás são seinens, mas fiquei interessada em boa parte desses que você falou sobre. O que mais me interessou da lista foi Shiki no Zenjitsu, porque, mesmo adorando aqueles enredos complexos e cheios de reviravoltas, também gosto bastante de histórias simples, porém que conseguem nos conquistar. Também fiquei curiosa pelas obras da Ohmi Tomu. Vou procurar mais sobre, e ver se tem em português. =3

    Noragami está baixado, só falta assistir. HAUSHAUS

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YOOOOOO LADY O/

      EXATAMENTE! Se fosse no começo da aula eu não teria do que reclamar, tava de boas! Mas, ela espera até as dez em ponto, quando a galera já está cansada e outra galera tem ônibus para pegar, pra passar essa desgraça de trabalho. E eu também sou do tipo que faz tudo com calma, revisa, confere na internet, sai pesquisar tudo bonitinho, então que ela pelo menos tivesse dado mais cedo a desgraça do trabalho!

      Ah, eu já ouvi muito sobre Nana, aliás, até saiu recentemente uma entrevista da mangaká de nana, onde ela disse que para o futuro sente vontade de terminar o mangá. Enfim, eu tava até querendo ver o anime, mas eu tenho a sensação de que é muito sofrimento naquela joça e eu não vou aguentar. Então, se tu puder me dizer se rola muito sofrimento e raiva nesse anime, eu agradeceria imensamente! (até porque meu coração já tá sofrendo muito com altos pecados shippeiros que cometi recentemente shaushuashaushua)

      Eu também adoro enredos caralhudos e cheios de mistério, aliás, Pandora Hearts é um mangá shoujo que possui um mistério muito louco e caralhudo, se tu ainda não leu, eu super recomendo! Foi uma verdadeira caixinha de pandora esse manga! Mas, focando em Shiki no Zenjitsu, eu também adoro quando conseguem pegar enredos tão simples e transformá-los em algo tão impactante, porém delicado e comovente <3

      Vish, tem muito mangá da Ohmi Tomu em português, e boa parte deles tudo completo. Se eu não me engano tem uns 5 mangás dela completos em português, e mais um que está em lançamento nas terras BR.

      MUAHAHAHAHAHAHAHA ISSO MESMO! VEJA NORAGAMI PORQUE É MUITO BACANUDO E CARALHUDO! Principalmente a segunda temporada! PQP AQUELA SEGUNDA TEMPORADA É DE PIRAR O CABEÇÃO! CHEIA DE ALTAS CENAS DE AÇÃO, MUITA LACRAÇÃO DA PROTAGONISTA FEMININA, MUITO SHIPP AMORZINHO, MUITOS FEELS E DRAMAS E ALTAS TRETAS E MISTÉRIOS NO AR! Depois que tu ver o anime eu super te recomendo ir ler o mangá <3 (sério, se a segunda temporada já foi caralhuda e meteu umas tretas tensas, espere para ver as tretas hardcore ultra tensas do mangá!)

      Kiss

      Excluir